A DINÂMICA DA PREVENÇÃO

Pirâmide Odontológica

 

O que posso fazer para ter uma boa saúde bucal?

Hábitos alimentares adequados, frequência e qualidade da higienização, utilização de fatores de

proteção  específica  e ausência de fatores de risco são necessários para se ter uma boa saúde

bucal, como vemos na pirâmide odontológica. (ver foto ao lado).

 

Como a alimentação pode interferir nas doenças da boca?

A cárie é uma das doenças bucais mais observadas, que se desenvolve a partir de dentes susceptíveis,

associados  a um consumo muito alto de alimentos açucarados e também ao número de vezes por dia

que  se  consome  esse  tipo  de  alimento.   Portanto,  doces,  balas, pirulitos, refrigerantes e bolachas

recheadas estão no topo da pirâmide, em fundo vermelho, pois devem ter o seu consumo restrito.

 

Por que a chupeta e a mamadeira estão também na área vermelha?

Porque  seu uso também deve ser restrito, principalmente em crianças maiores, pois podem ocasionar

alterações em seus dentes e na sua mordida.

 

E o flúor não faz bem para os dentes?

A utilização do flúor deve ser feita por pacientes que têm um risco maior para cáries. Deve ser prescrito pelo dentista, pois é um

medicamento e precisa ser indicado por um profissional.

 

O creme dental não pode ser utilizado por todos à vontade?

Não, o creme dental  deve  ser  evitado  por  crianças  que  não conseguem cuspir, pois a maioria deles contém flúor em grande

quantidade e, se ingerido por menores de 6 anos, pode causar problemas na formação dos dentes (fluorose). Portanto, seu uso

deve ser monitorado.

 

Quais são as condições de dieta, hábitos de higiene e consumo que estão liberadas?

As  situações contidas na base da pirâmide, em fundo verde, estão liberadas: aleitamento materno, uso de escova dental, água

fluoretada, uso de fio dental, uso de prótese bem adaptada, bem como a ingestão de alimentos energéticos e reguladores.

 

Por que os alimentos estão divididos na pirâmide?

Esta  é  uma  pirâmide  nutricional  adaptada, onde vemos que os alimentos da base são os que devem ser ingeridos em maior

quantidade, seguidos dos alimentos  do  segundo  andar,  em amarelo,  que  são as proteínas, leites e derivados, e, finalmente,

no pico da pirâmide estão os óleos, as frituras e os açúcares,  que  devem  ser  consumidos  em quantidade ainda menor, para

 que assim possamos ter uma alimentação saudável e, ao mesmo tempo, evitar doenças bucais.

 

Quais seriam as situações proibitivas?

O  consumo  excessivo de bebidas alcoólicas, o fumo, a utilização de próteses fraturadas ou mal adaptadas, bem como dentes

com sintomatologia dolorosa precisam ser evitados, pois podem ocasionar doenças da gengiva e câncer bucal.

 

Temos que ter horário para tudo?

Sim, a questão do horário é muito importante, pois devemos acostumar as crianças desde pequenas a terem horário para as refeições e a higienização da boca. Os hábitos regulares adquiridos serão incorporados pela família por toda a vida. É importante que os pais deem o exemplo de uma vida mais saudável aos filhos, com bocas bem cuidadas e sorrisos naturais.